15/08/11

É realmente preciso desligar os dispositivos durante a decolagem e aterrisagem?

Artigos
Comentários




É realmente preciso desligar os dispositivos durante a decolagem e aterrisagem?

Ó dúvida cruel, será mesmo que você está atrapalhando o contato entre a torre e o avião em que você está? Bom, primeiro vamos falar dos dispositivos que usam conexões básicas, como o Wi-Fi. Estes certamente possuem uma opção de ligar e desligar a transmissão de sinal, se todos dentro do avião estiverem com a conexão via Wi-Fi ligado, aí sim poderia ocasionar algum problema, alguma interferência entre as comunicações feitas pelos controladores e pilotos. Porém, estes só podem causar interferência aos sistemas de navegação e comunicação quando são utilizados em massa. Então resumidamente você não precisa desligar o seu aparelho, mas sim colocar em “modo vôo” como a maioria dos aparelhos já possui!

Tecnicamente falando, seus eletrônicos podem interferircom os aviões…

Quando os aviões usavam o radiofarol não-direcional (NDB) isso era um problema bem real, pois dispositivos eletrônicos podem causar Interferência de Rádio Frequência (RFI), o bom é que agora os aviões usam o Sistema de Alcance Omnidirecional VHF (VOR). Vamos com calma, para você que não está entendendo muito bem, camos dar uma explicada rápida: sinais de rádio AM ficam no alcance de média frequência (MF) e o VHF significa Very High Frequency (Frequência muito elevada), ou seja, quanto mais baixo for a frequência das ondas ela estará mais suscetível à receber a interferência de rádio frequência (RFI). Agora imagine se tudo isso fosse dito pela equipe de bordo, todas as especifícações, seria um gasto de tempo enorme não seria? pois é, então é bem mais viável que eles apenas peçam para que você desligue todos eles.

O risco é pequeno:

Assim como já foi mostrado em Myth Busters os aviões atuais são projetados para serem protegidos contra este tipo de problema. Os Sistemas de Navegação Inercial (INS) e GPS, que são mais precisos do que o VOR e operam em frequências ainda mais elevadas trazendo menos problemas relacionados a RFI, isto traz um grande benefício para todos, e quando for uma norma para todos os dispositivos portateis o risco de interferência será irrelevante aos controles de vôo.

Resumimos isto falando que não há nenhum problema que você utilize seus dispositivos, mas por segurança seria bom que na hora da aterrisagem e decolagem você deixasse estes inativos, pois as frequências utilizadas pelos canais de emergência de um avião são usadas em frequências baixas, ou seja, como ja vimos, frequência baixa tem uma suscetibilidade maior para receber algum tipo de interferência, então se o piloto do avião em que você está precisar usar estes métodos de emergência, você não vai querer provocar um acidente não é mesmo?

Apenas conviva com isso:

Pense bem, você está praticamente sentado em uma cadeira voadora, um silencio ótimo para refletir sobre os seus afazeres. Deixe o seu dispositivo remoto um tempo de lado, afinal você usa ele como parte do seu dia e não ele como um todo, desfrute desta viagem e use o seu gadget somente a partir do momento em que ele for permitido pela equipe dos comissários de bordo!

Leia Também

Compartilhe

6 comentários
  1. 1 Ricardoem 16/8/2011 às 11:32

    As ondas de celular estão por toda a parte! Ondas externas não afetariam da mesma forma uma onda de dentro do avião? ou os aeroportos bloqueiam as ondas nas pistas? (eu consigo falar pelo cel no patio do aeroporto!)

  2. 2 Ricardo Soaresem 16/8/2011 às 13:22

    Ricardo, aí eu já não sei te dizer, mas creio que como eu disse no post, as ondas dos dispositivos afetariam o avião se estivessem sendo usados em massa, então acredito que algo que esteja um pouco distante não venha a interferir tanto!

  3. 3 lizaem 16/8/2011 às 11:57

    Muito boa a matéria!!

  4. 4 Fernandoem 16/8/2011 às 12:52

    Os aviões mal tocam o chão, e metade dos passageiros liga os celulares e começa a falar. A outra metade se levanta para pegar malas e pertences nos bagageiros. Ô, ansiedade!!!!! Custa esperar?

  5. 5 jefersonem 16/8/2011 às 19:52

    ha bom, isso de celulares, tablets, laptops eu já sabia que poderiam causar a queda de um avião. O perigoso mesmo é o passageiro deixar a poltrona reclinada! isso é o maior perigo em provocar a queda do avião!!!

  6. 6 Carlosem 19/8/2011 às 19:22

    Apenas respondendo ao amigo acima que está questionando a posicao da poltrona, experimente a desaceleracao de + – uns 300 km/h com a poltrona reclinada e com um cinto abdominal, assim como os dos avioes…. vamos ver aonde seu rostinho lindo iria parar.
    Resumindo Senhores, brincadeiras a parte fiquem atentos, apesar de toda a chatice as coisas existem para nos poupar de surpresas.

Comente
  • obrigatório
  • obrigatório | não será divulgado
  • opicional | sujeito à filtro

RSS

RSS