06/02/12

O projeto Sabayon Linux: saiba mais sobre

Artigos, Downloads
Comentários




Este artigo tem como objetivo explicar como é, o que é usar a distribuição Linux muito famosa: Sabayon. Farei o post, exatamente porque a distribuição é muito pouca conhecida entre os iniciantes no mundo Linux, mesmo uma pessoa que esta bastante tempo no Linux, pode não conhece-la em detalhes.

Para começo de conversa: vamos conhecer o Gentoo Linux, já que o Sabayon é baseada nele

Gentoo GNU/Linux é uma metadistribuição altamente configurável, adaptável, porém, um dragão de sete cabeças para um iniciante que esta acostumado com Ubuntu. Gentoo é bastante diferente de outras distribuições Linux, pois ela não vem cem por cento completa, é necessário a princípio, compilar pacote por pacote.

Usa o pacote portage, feita para ser fácil de usar, flexível e portátil, mas não é bem assim do que chamamos de fácil de usar.

Vimos que Gentoo Linux não é lá uma distribuição indicada para os iniciantes, além do mais, é também aprimorada para usar em servidores de arquivos.

Agora sim podemos seguir em frente: conhecendo o Sabayon

Sabayon é considerada um Gentoo muito mais fácil de usar, vem com ferramentas cujo objetivo é a facilidade de manuseio e instalar programas. Mesmo sendo feita para facilitar muito a vida de muita gente, não é bem recomendada para iniciantes, e sim para os que já tem alguma experiência no mundo Linux (digo isso por mim, recomendação minha).

Faça uma breve comparação com Debian e Ubuntu. Sabes que Ubuntu é baseada em Debian e é realmente uma distribuição muito fácil de usar, mas o Debian já é mais robusta, afinal, feita para usuários com experiencia. Diz-se o mesmo para Gentoo e Sabayon, porém os dois já estão uns níveis acima quando se trata de dificuldade.

Sabayon possui uma grande quantidade de aplicativos e seu visual é altamente configurável, pode-se usar GNOME ou KDE, XFCE ou LXDE, Fluxbox, Metisse e outros visuais 3D do Compiz, alternativas para iniciar o sistema com um desses ambientes disponíveis.

Não é necessário compilar programas por programas, o sistema já fará isso para você automaticamente. Grande vantagem do Sabayon é que ele possui um ótimo desempenho, por ser baseada em Gentoo, possui também poucos problemas com dependências.

Um pequeno e maldito detalhe em algumas distribuições pouca conhecidas no Brasil, é que é necessário fazer um pequeno procedimento para mudar o idioma.

Alguns prints

  • GNOME
  • KDE

 

  • LXDE

  • XFCE

O visual, seja de qual ambiente for, é realmente impressionante, além do mais, é muito leve com excesso do KDE, que possui alguns efeitos meio que pesam um pouco.

Conclusões

Quem é um “ubuntueiro” (usa Ubuntu) ou “mintiroso” (usa Linux Mint) da vida, pode se dizer que passarão por grandes dificuldades ao usar o Sabayon, até mesmo na hora de mudar o idioma do sistema, já que usa gerenciadores de pacotes totalmente diferente do Debian. Por outro lado, vale à pena usa-la, possui ótimas vantagens, é altamente configurável, personalizável e muito mais.

Leia mais:

Algumas informações foram adaptadas para o blog Info Maniaco e não copiada. Links acima.

Link para download: Sabayon

Leia Também

Compartilhe

3 comentários
  1. 1 Robertoem 7/2/2012 às 00:13

    gostei confesso que desconhecia essa distribuição
    quem sabe não testo ela.

  2. 2 Katipsoi Zunonteeem 14/2/2012 às 08:14

    Obrigado pela dica amigo, ótimo post.

  3. 3 Sergio Souzaem 27/3/2012 às 09:52

    Depois de muito tempo usando Ubuntu, para ganhar produtividade e não perder tempo em configurações e compilações, ao modo do Slackware, o qual usei por muito tempo também, instalei o Sabayon em meu laptop. Muito bom e prático e não tem nada de difícil.

Comente
  • obrigatório
  • obrigatório | não será divulgado
  • opicional | sujeito à filtro

RSS

RSS