25/05/09

O Dia do Orgulho Nerd – Conheça o seu tipo

Curiosidades
Comentários




nerd

Esqueça o menino raquítico de óculos fundo de garrafa carregando livros de física quântica embaixo do braço: a tribo dos nerds é, atualmente, muito mais variada do que isso.

Mais variada e mais articulada também. Eles comemoram hoje, no mundo inteiro, o Dia do Orgulho Nerd e mostram que nem todos têm vergonha de serem apaixonados por assuntos como tecnologia de ponta e histórias em quadrinhos –apesar do preconceito de que são alvo, muitas vezes.

O filme "Guerra nas Estrelas", outra vedete dos nerds, é a razão da data da comemoração –foi no dia 25 de maio de 1977 que estreou o primeiro longa da saga. Desde 2006, a data foi adotada para a celebração.

O termo "nerd" não tem uma definição muito rígida. Pode ser usado para se referir a quem estuda demais, mas serve também para falar de quem é aficionado por coisas como RPG (jogos de interpretação de personagem) e computadores.

"O nerd é uma pessoa obcecada por um determinado universo", explica Maria Stela Graciane, socióloga e coordenadora do curso de pedagogia da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica).

Mas, se não é novidade que existem nerds, por que só recentemente eles decidiram dar as caras, com direito a dia de se orgulhar e tudo o mais? Talvez porque foi só agora que eles encontraram uns aos outros.

"Com a internet, há facilidade para se agrupar", explica Maria Stela. Assim, o fã de "O Senhor dos Anéis", que não tinha com quem dividir sua paixão pela trilogia na escola, encontra em fóruns de discussões on-line uma multidão pronta a discutir o sexo dos elfos. E percebe que não está sozinho.

itamar

No caso de Itamar Portela, 22, moderador da comunidade "Orgulho Nerd", no Orkut, a paixão "obsessiva" é por tecnologia. "Desde que conheci um Pentium 286, me apaixonei", brinca. Hoje, passa 90% do seu tempo livre na frente de um computador –e trabalha na frente de outro, projetando fiações elétricas.

Nerds como Itamar, fascinados por tecnologia, são conhecidos pelo nome de "geeks".

jessica campos

No caso de Jéssica Campos, 21, o termo que se usa é "otaku" –ela é fanática por cultura pop japonesa. Aos 18, apesar das críticas dos pais, fez seu primeiro "cosplay" (fantasiar-se de um personagem), em um evento voltado a fãs de mangás e animês. "As pessoas queriam ser fotografadas comigo", conta.

Dois anos depois, ela representou o Brasil no mundial de "cosplay", no Japão. Ficou em primeiro lugar. Jéssica não liga para chacotas ("Não vêm de pessoas de mente aberta", diz) e já está pronta para concorrer mais uma vez com seu arsenal de 32 fantasias, a maioria feita à mão.

bebe nerd

Desde o berço

Outro que não liga muito para críticas é o "geek" Carlos de Moura, 15, que trabalha para a mãe de um amigo na LAN house que, inclusive, ajudou a montar. "Não consigo ser "cool", nasci tímido!", brinca.

Já Thawan Pires Costa, 21, fã de "Guerra nas Estrelas", vê as brincadeiras com menos bom humor. "Tornei-me anti-social para não ser mais alvo de chacota", diz. Mesmo assim, não esconde suas paixões e fala delas com orgulho: "Tenho uma armadura de Storm Trooper de colecionador, mas nunca tirei da caixa para ela não se desvalorizar", gaba-se.

O preconceito de que Thawan reclama é real, e a socióloga Maria Stela alerta: "Não é exclusivo dos alunos. Pode vir de pais e de professores também".

Mas nem sempre vem. "Hoje, respeitamos mais os nerds, [o rótulo] pode ser até um elogio", diz Nicolle Alanis Fernandes, 13, que não se inclui no grupo. "Admiro eles, são muito inteligentes", completa Julia Oliveira de Albuquerque, 12.

Para Vera Lucia Cruz Malato, coordenadora do departamento de orientação educacional do Colégio Bandeirantes, "os bons alunos se orgulham de ser assim". "Muitos são estudantes profissionais", brinca.

Tipos de NERD

geek

Geek
É o nerd aficionado por tecnologia. Tem o computador mais potente que pode comprar e vive antenado nas novidades da internet. Conhece os sites bacanas antes de todo mundo

sunga_bizarra_otaku_megaman

Otaku
Sabe o nome dos bairros de Tóquio de cor e salteado e, possivelmente, se veste com as roupas dos personagens favoritos

Darth-Vader-in-Love-753980

Trekker
Assistiu (mais de uma vez) a todos os episódios do seriado Jornada nas Estrelas e, no fundo, gostaria de fazer parte da tripulação da nave Enterprise

frodo

Tolkeniano
Acredita que o mundo está divido entre quem leu "O Senhor dos Anéis" e quem ainda vai ler. Fala élfico fluente e tem noções da língua dos orcs

rpgistas

Rpgista
É fanático por RPG (jogos de interpretação de personagem) e não sai de casa sem seus indispensáveis dados de vinte faces

 wm-Super Hero Wedding

Colecionador de HQ
A coleção de histórias em quadrinhos destes nerds inclui clássicos e raridades, como a edição do casamento do Homem-Aranha

Leia Também

Compartilhe

3 comentários
  1. 1 tio demo d porto alegreem 25/5/2009 às 20:22

    boa noite
    tri legal a materia
    uma pergunta??
    foi brinacadeira colocar a foto do darth vader “star wars” no lugar capitao Kirk ou Sr Spock ou qualquer outro tripulante da Enterprise ? “star trek”
    curiosidade: o episodio + caro da serie classica foi “cidade a beira da eternidade” q custou 262.000 dólares e ganhou o cobiçado prêmio hugo “melhor aprsentaçao dramatica” em 1967 bem antes do filme do Darth Vader!

  2. 2 Vivianem 7/5/2010 às 14:36

    Hum… eu ia fazer a mesma observação…. ↑

    Geralmente trekkers discutem mt com quem gosta mais de star wars… cada um quer provar que o melhor….

    Se algum radical visse isso, seria uma briga e tanto!

    bjoOo!

  3. 3 zeem 25/10/2011 às 15:46

    Direitos do nerd:
    Direito de se foder socialmente.
    Direito de ser pega ninguém.
    Direito de ficar deprimido todas as noites antes de dormir por ser BV.
    Direito de ficar deprimido no dia dos namorados por não pegar ninguém.
    Direito de odiar a sociedade pelo simples fato de não poder lidar com ela.
    Direito de não ter amigos só para ser cri cri e gostar de dar uma de esquisitão.

    Deveres do nerd:
    Dever de ser um derrotado.
    Dever de não levantar a cabeça e seguir em frente.
    Dever de ficarem trancafiados jogando joguinhos para se sentirem foda num mundo virtual.
    Dever de ignorar as pessoas, por não saber lidar com elas.
    Dever de se achar e sentir um merda, mas por fora dar uma de foda.
    Dever de ficar rico para ser explorado por uma mulher mediana.

Comente
  • obrigatório
  • obrigatório | não será divulgado
  • opicional | sujeito à filtro

RSS

RSS