15/11/11

Helicóptero pessoal usa propulsão elétrica para levantar vôo

Curiosidades
Comentários




Sempre estamos vendo por aí alguns loucos tentando construir quadricópteros, multicópteros, ou seja lá o que for preciso construir para conseguir voar, porém ,desta vez não foi um louco qualquer que construiu um helicóptero pessoal. Os engenheiros alemães da empresa e-volo conseguiram um feito interessante: fizeram uma espécie de helicóptero pessoal levantar voo a partir de um conjunto de múltiplas hélices. À primeira vista, a máquina não é bonita e nem mesmo muito segura. Mas a ideia é interessante.

O multicóptero é elétrico e sua sustentação em voo vem do giro de 16 rotores dispostos ao redor do piloto/passageiro. O aparelho e leve e não sobe a grandes altitudes, onde seria facilmente conduzido e desestabilizado pelos ventos.

O piloto usa um tipo joystick para comandar o multicóptero no mesmo princípio dos comandos de direção dos helicópteros. O controle da velocidade de rotação dos motores é feito por computador, que interpreta a necessidade de mais ou menos força para manter o equilíbrio e o voo do aparelho. Ao condutor resta decidir o rumo por onde o voo meio incerto do multicóptero passará.

Apesar de, à primeira vista, o voo do multicóptero parecer tudo, menos seguro, há alguns cuidados interessantes para preservar a integridade do piloto. Por exemplo, a máquina é capaz de se manter no ar e pousar com segurança mesmo com quatro de seus motores parados. E por conta da ausência de um cockpit, o piloto pode facilmente pular em caso de algum risco. Para um passeio de multicóptero, portanto, é bom levar um paraquedas de qualidade.

Embora a “ejeção” seja algo bastante prático, a sensação um tanto desagradável de estar rodeado por inúmeras lâminas girando ao seu redor em altas RPM é algo para qual o protótipo ainda não oferece respostas nem contramedidas de segurança. Apesar das dúvidas e da esquisitice, o vídeo mostrando o primeiro voo do multicóptero não deixa de dar a sensação de que o vôo deve ser tão delicioso como um passeio de motocicleta. E, vale recordar, o primeiro voo do 14 Bis também não deve ter passado muita confiança.

Imagem de Amostra do You Tube

Por causa da leveza e propulsão elétrica, o equipamento tem um custo de produção baixo. Os responsáveis pelo projeto garantem que com apenas US$8 ele pode voar por até uma hora

Leia Também

Compartilhe

nenhum comentário
    Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!
Comente
  • obrigatório
  • obrigatório | não será divulgado
  • opicional | sujeito à filtro

RSS

RSS