17/02/11

Conheça a Rede Social de opiniões sobre produtos

Curiosidades
Comentários




Rede social incentiva a interação entre experts e consumidores para criar conversas relevantes sobre produtos.

A rede de opiniões sobre produtos Frugar (www.frugar.com.br) iniciou seu programa de especialistas com a contratação de um grupo de blogueiros que tratam de temas diversos nos quais eles são referências – gadgets, cinema, séries de TV e produtos de beleza são alguns dos temas iniciais.

Cada um deles manterá suas coleções de produtos no Frugar e vai interagir com os seguidores fazendo recomendações, tirando dúvidas e recebendo sugestões. O primeiro integrante deste grupo é o blogueiro Henrique Martin, do Zumo (www.zumo.com.br). Expert em gadgets, Henrique criou no Frugar coleções sobre câmeras digitais, celulares com sistema Android e aparelhos móveis que permitem ao usuário trabalhar onde quer que esteja. As coleções funcionam como pontos de encontro para as trocas de opiniões, indicações e pedidos de recomendações de produtos entre os usuários.

Os especialistas do Frugar são identificados visualmente, mas participam do site como qualquer usuário e estão acessíveis para fazer recomendações, dar e ouvir sugestões e tirar dúvidas. “No Frugar, o especialista não é inatingível. Ele apenas foi destacado porque claramente entende bastante a respeito de alguns assuntos e pode contribuir para a troca de opiniões compartilhando seu conhecimento e experiências”, define Rodrigo Waissman, diretor de marketing do Frugar.

A direção do Frugar está avaliando a possibilidade de, no futuro próximo, convidar para o programa de especialistas qualquer usuário que se destaque pela qualidade e popularidade das suas coleções criadas dentro da rede.

“Estamos sempre atentos para identificar usuários que geram informações relevantes para os outros usuários, que interagem e são capazes de produzir boas conversas na rede. No momento, estamos monitorando pessoas que criaram coleções muito interessantes e ricas e estão mantendo uma teia de opiniões muito dinâmica”, avalia Waissman.

Leia Também

Compartilhe

nenhum comentário
    Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!
Comente
  • obrigatório
  • obrigatório | não será divulgado
  • opicional | sujeito à filtro

RSS

RSS