21/10/10

Como funciona o mouse óptico

Curiosidades
Comentários




Foi desenvolvido pela Agilent Technologies e colocado no mercado pela primeira vez em 1999.

Um LED (Light-Emitting Diod, aquela luzinha vermelha…) ilumina a superfície abaixo. A luz vermelha refletida pela superfície (que pode ser o mouse-pad, por exemplo) é detectada por um CMOS (complimentary metal-oxide semiconductor) que tira mais de 1500 fotos por segundo.
Estas imagens são enviadas à um processador DSP (digital signal processor) que analisa os padrões de cada foto com uma velocidade de processamento assustadora (18 MIPS -milhões de instruções por segundo). O DSP detecta os padrões de rugosidade da superfície abaixo do mouse e, comparando uma imagem com a outra, ele calcula o padrão do movimento que está sendo realizado pelo mouse.
Uma das vantagens do mouse óptico é que ele não precisa de mouse pad. O primeiro mouse óptico não usava LED’s, mas sim um feixe de luz que refletia num mouse pad especial, onde havia uma grade desenhada em linhas pretas.

O mouse óptico tira fotos e as processa para detectar o padrão do movimentos realizado.

Leia Também

Compartilhe

nenhum comentário
    Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!
Comente
  • obrigatório
  • obrigatório | não será divulgado
  • opicional | sujeito à filtro

RSS

RSS